quinta-feira, 10 de junho de 2010

A janela pintada de cinza e você enchendo a cara de vinho

Ela enche a cara com vinho
Viaja dentro do quarto
Eu me sinto sozinho
Com a comida no prato

A janela pintada de cinza
Nossa vida caindo aos pedaços
Tento acordar mas não percebo
O cigarro queimando o dedo

Você as vezes esquece
Porque anda bebendo
Diz que é pra se lembrar
Porque anda sofrendo

As vezes eu quero estar
Sozinho com você
Mas não sei o que falar
Prefiro ver tv

3 comentários:

  1. Melancolicamente bonito o teu poema. Gostei.

    ResponderExcluir
  2. hey, me deixou emocionada!
    e Yuri eu tirei do filme Dr Jivago, pensei nisso quando escrevi, aliás tu escreve tri bem, diria muito bem!
    obrigada

    ResponderExcluir